Ministério Público do Trabalho

No Brasil, o trabalho infantil aumentou 5% entre 2013 e 2016. Existem 3,3 milhões de crianças e adolescentes entre 5 e 17 anos que trabalham de alguma forma. Desse total, meio milhão tem menos de 13 anos e a maioria (62%) trabalha no campo, com agricultura. O Ministério Público do Trabalho brasileiro tem como objetivo promover, monitorar e coordenar ações contra as diversas formas de exploração do trabalho infantil e adolescente, dando um tratamento uniforme e coordenado para esse problema.

Videocase:

O trabalho infantil afeta milhões de crianças e adolescentes no Brasil. Eles vivem na pobreza e são obrigados a complementar a renda familiar, muitas vezes fazendo tarefas pesadas e perigosas. Para promover a reflexão e o debate sobre o tema, criamos uma campanha e uma exposição itinerante que trouxe essa triste realidade para discussão. Além disso, mostramos que cada um de nós tem o poder de salvar essas crianças por meio de denúncias.

Estratégia

O Ministério Público do Trabalho brasileiro tem como objetivo promover, monitorar e coordenar ações contra as diversas formas de exploração do trabalho infantil e adolescente, dando um tratamento uniforme e coordenado para esse problema. Ao escolher trazer para a vida uma exposição interativa, com objetos reais usados ​​por crianças reais no trabalho, o público poderia ser ativado de uma forma que qualquer outra plataforma poderia fazer. Mostramos matérias-primas reais para pessoas de todas as idades para entender a importância e a relevância de falar sobre essa questão social devastadora no Brasil.

- ChildLabor - Board

Execução

Em vez de um lápis de cera, um pedaço de madeira. Em vez de uma mochila, um saco de mandioca. A exposição foi a principal ação de toda a campanha, na qual mostramos objetos que de alguma forma refletem a vida das crianças que têm sua escola e sua infância negadas por causa do trabalho infantil. O conceito de deslocamento de objetos comuns, agora colocados em espaços expositivos – como os readymades dos duchampianos – dá o poder necessário à discussão: objetos reais, usados ​​em real ao vivo por crianças em situação de risco real, são mostrados como objetos artísticos com o tempo e o espaço necessários para uma reflexão do público. A exposição consiste em um nicho com objetos reais no chão, como cenário; mais objetos reais usados ​​por crianças trabalhadoras em um quadro, como objetos artísticos. Além disso, um grande painel interativo, no qual as pessoas poderiam corrigir suas mensagens e suporte.

Resultados

Centenas de mídia e plataforma de notícias falaram sobre a exposição. Mesmo no exterior, as pessoas começaram a conversa sobre o trabalho infantil no Brasil. Milhões de reais da mídia conquistada e da exposição foram apresentados em canais de TV, incluindo a Rede Globo, a maior empresa de radiodifusão do Brasil. Dezenas de milhares de pessoas visitaram as exposições e especialmente os jovens para os setores educacionais públicos e privados. E o mais importante, o Ministério do Trabalho brasileiro não apenas trouxe essa questão para o centro das atenções, mas também as pessoas começaram a entender que, se não falarem sobre o problema, ele nunca irá parar.

Consultoria Criativa / Curadora: Daniel da Hora (DH, LO)

Parceria com Agência Um Brasil

[ENG]

In Brazil, child labor increased by 5% between 2013 and 2016. There are 3.3 million children and adolescents between the ages of 5 and 17 who work some way. Of this total, half a million are less than 13 years old and the majority (62%) work in the field, with agriculture. Brazilian Public Ministry of Labor aims to promote, monitor and coordinate actions against the various forms of exploitation of child and adolescent labor, giving a uniform and coordinated treatment for this problem.

Creative Idea
Child labor affects millions of children and adolescents in Brazil. They live in poverty and are forced to supplement family income, often doing heavy and dangerous tasks. To promote reflection and debate on the issue, we created a campaign and an traveling exhibition that brought this sad reality to discussion. In addition, we show that each of us has the power to save these children through denunciation.

Strategy
Brazilian Public Ministry of Labor aims to promote, monitor and coordinate actions against the various forms of exploitation of child and adolescent labor, giving a uniform and coordinated treatment for this problem. By choosing bring to life an interactive exhibition, with real objects used by real children at work, the audience could be activated in a way any other platform could do. We showed real, raw materials for people from all ages to understand the importance and the relevance of talking about this devastating social issue in Brazil.

Execution
Instead of a crayon, a piece of wood. Instead of a backpack, a sack of manioc. The exhibition was the top action of the whole campaign, in which we showed objects that somehow reflect the lives of children who have their school and their childhood denied because of child labor. The concept of displacement of ordinary objects, now put in exhibition spaces – such as the Duchampians “readymades” – gives the necessary power to the discussion: real objects, used in real live by children in real risk situation, are showed as artistic objects with the necessary time and space for a reflection by the public. The exhibition consists of a niche with real objects in the floor, as a scenario; plus real objects used by worker children in a frame, like artistic objects. Also, a big interactive panel, in which people could right their messages and support.

Results
Hundreds of media and news platform talked abut the exhibition. Even abroad, people started the conversation about child labor in Brazil. Millions of Brazilian Reais of earned media and the exhibition was featured in TV channels, including Rede Globo, the largest broadcast company of Brazil. Tens of thousands of people visited the exhibitions and specially young students for both public and private educational sectors. And the most important, Brazilian Ministry of Labor not just brought this issue to the spotlight, but also people started to understand that if they don’t speak up about the problem, it will never stop.

Creative Consultancy / Curator: Daniel da Hora (DH,LO)

Partnership with Agência Um Brazil

Deixe um comentário

Preencha os seus dados abaixo ou clique em um ícone para log in:

Logotipo do WordPress.com

Você está comentando utilizando sua conta WordPress.com. Sair /  Alterar )

Foto do Google

Você está comentando utilizando sua conta Google. Sair /  Alterar )

Imagem do Twitter

Você está comentando utilizando sua conta Twitter. Sair /  Alterar )

Foto do Facebook

Você está comentando utilizando sua conta Facebook. Sair /  Alterar )

Conectando a %s